Os 7 Alimentos Bons para o Cérebro que Poucos Conhecem!

Gostou do post? Avalie!

Os 7 Alimentos Bons para o Cérebro que Poucos Conhecem. Além disso, o Cérebro também requer certos nutrientes para se manter saudável. Ômega-3 os ácidos graxos, por exemplo, ajudam a construir e reparar as células cerebrais, e os antioxidantes reduzem o estresse e a inflamação celulares, que estão ligados ao envelhecimento cerebral e a distúrbios neurodegenerativos, como a doença de Alzheimer.

Alimentos Bons para o Cérebro
Alimentos Bons para o Cérebro

Este artigo explora a evidência científica por trás de 7 Alimentos Bons para o Cérebro que Poucos Conhecem. A seguir, veja os 7 Alimentos Bons para o Cérebro que Poucos Conhecem:

Os 7 Alimentos Bons para o Cérebro:

1. Nozes e Sementes são Bons para o Cérebro:

Comer mais nozes e sementes pode ser bom para o cérebro, já que esses alimentos contêm ácidos graxos ômega-3 e antioxidantes. Um estudo de 2014 descobriu que uma maior ingestão global de nozes estava ligada a uma melhor função cerebral na velhice.

Nozes e sementes também são ricas fontes da vitamina E antioxidante , que protege as células do estresse oxidativo causado pelos radicais livres. À medida que a pessoa envelhece, seu cérebro pode estar exposto a essa forma de estresse oxidativo, e a vitamina E pode, portanto, apoiar a saúde do cérebro na velhice.

2. Grãos Integrais são Bons para o Cérebro:

Comer grãos integrais é outra maneira de se beneficiar dos efeitos da vitamina E, sendo estes grãos uma boa fonte da vitamina.

Grão integrais incluem:

  • Arroz castanho;
  • Cevada;
  • Trigo;
  • Aveia;
  • Pão integral;
  • Massa integral.

3. Café é Bom para o Cérebro:

O café é uma ajuda de concentração bem conhecida – muitos o bebem para ficar acordados e encorajar o foco. A cafeína no café bloqueia uma substância no cérebro chamada adenosina, que faz com que a pessoa se sinta sonolenta. Além de aumentar o estado de alerta, um estudo de 2018 sugere que a cafeína também pode aumentar a capacidade do cérebro de processar informações.

Os pesquisadores descobriram que a cafeína causa um aumento na entropia cerebral, que se refere à atividade cerebral complexa e variável. Quando a entropia é alta, o cérebro pode processar mais informações. O café também é uma fonte de antioxidantes, que podem apoiar a saúde do cérebro à medida que a pessoa envelhece. Um estudo vinculou o consumo de café ao longo da vida com um risco reduzido de:

  • Declínio cognitivo;
  • Acidente vascular encefálico;
  • Mal de Parkinson;
  • Doença de Alzheimer.

A cafeína pode, no entanto, afetar o sono de uma pessoa e os médicos não recomendam o consumo de cafeína para todos.

4. Abacates são Bons para o Cérebro:

Uma fonte de gordura insaturada saudável, abacates podem apoiar o cérebro. Comer gorduras monoinsaturadas pode reduzir pressão sanguínea e pressão alta está ligado ao declínio cognitivo. Assim, ao reduzir a pressão alta , as gorduras insaturadas nos abacates podem diminuir o risco de declínio cognitivo.

Outras fontes de gorduras insaturadas saudáveis ​​incluem:

  • Amêndoas, castanhas de caju e amendoim;
  • Sementes de linhaça e chia;
  • Óleos de soja, girassol e canola;
  • Nozes e castanha do Brasil;
  • Peixe.

5. Ovos são Bons para o Cérebro:

Apreciado por muitos no café da manhã, os ovos podem ser um alimento cerebral eficaz.

Eles são uma boa fonte das seguintes vitaminas B:

  • Vitamina B-6;
  • Vitamina B12;
  • Ácido fólico.

Pesquisas recentes sugerem que essas vitaminas podem impedir o encolhimento do cérebro e retardar o declínio cognitivo.

6. Brócolis são Bons para o Cérebro:

Além de ser uma fonte de baixa caloria de fibra dietética, o brócolis pode ser bom para o cérebro. O brócolis é rico em compostos chamados glucosinolatos. Quando o corpo as quebra, elas produzem isotiocianatos. Os isotiocianatos podem reduzir o estresse oxidativo e diminuir o risco de doenças neurodegenerativas. O brócolis também contém vitamina C e flavonoides, e esses antioxidantes podem aumentar ainda mais a saúde do cérebro de uma pessoa.

Outros vegetais crucíferos que contêm glucosinolatos incluem :

  • Couve de bruxelas;
  • Repolho;
  • Couve-flor;
  • Nabos;
  • Couve.

7. Couves são Bons para o Cérebro:

Verdes folhosos, incluindo couve, podem apoiar a saúde do cérebro.

Como brócolis, couve contém glucosinolatos e folhas verdes também contêm outros antioxidantes, vitaminas e minerais. É por isso que muitos consideram que a couve é um superalimento.

Autor: Alan Costa

Sou nutricionista e Personal Trainer. Me formei pela Universidade Federal do Tocantins em 2002, com registro profissional no CRN-4 nº 1509723, tenho especialização em Nutrição Esportiva, Treinamento Físico e treinos Curto de alta intensidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *